terça-feira, 10 de novembro de 2009

Vasco da Gama

Hoje recebi correspondência da Embaixada da República de Angola no Brasil (de quem agradeço a presteza e sensibilidade para com minha causa), dentre tantas outras coisas vi um belo residencial e empresarial sendo erguido pela Odebrecht (Ah! Ainda trabalho na Odebrecht), somente uma palavra é capaz de defini-lo: Incrível! Sempre imaginamos os países africanos como pobres, entretanto é inegável que a extração de minérios dentre outras fontes de renda tem financiado alguns desses países melhor do que algumas regiões do Brasil. Confesso que tenho certa curiosidade em refazer o percurso de Vasco da Gama (não á segunda divisão, mas rumo às Índias), conhecer culturas que ajudariam a m0ontar o quebra-cabeça cultural brasileiro, mas, devido a falta de recursos, no momento me comunico com embaixadas e a Odebrecht levanta obras faraônicas.