terça-feira, 11 de outubro de 2011

Campina Grande

Menina bonita mais que as demais
Musa de ostentações opulentas
Testemunha de batalhas sangrentas
De mãos ambíguas: de guerra e de paz!

Menina cujas paixões sem limites
que despertas atraem vida e morte
Teus filhos, que não conhecem chicote,
por ti, renunciam seus apetites!

Rainha da Serra da Borborema
De trovas e canções, constante tema
O mundo há de curvar-se ante teu brilho

Ainda há duras sanhas por travar
Mas onde a minha voz ecoar
Haverão de saber que sou teu filho